Sensations


Interessante.
Rapazes, todos crescidos, de barba no rosto, alguns de terno e gravata se divertindo com uma bolinha de futebol de papel.
Eu vi isso sentada na escada, cabeça apoiada numa perna alheia, recebendo cafuné ao lado de outra pessoa que também recebia este mimo.
E um pouco antes, uma surpresa, um bolo, um presente, pessoas reunidas, 'parabéns a você', curiosidade no pátio, duas velas brilhantes, uma foto.

A tarde o Sol, muita chuva, vento e um climinha refrescante.
Um biquini azul e um suco de laranja.
Parece férias.

Simples.
Como hoje.

[[Só porque todos dizem que essa música me descreve...]]

Você é tão acostumada
A sempre ter razão
Você é tão articulada
Quando fala não pede atenção
O poder de te dominar é tentador
Eu já não sinto nada
Sou todo torpor

É tão certo quanto o calor do fogo
É tão certo quanto o calor do fogo
Eu já não tenho escolha
Participo do seu jogo
Eu participo

Não consigo dizer se é bom ou mal
Assim como o ar me parece vital
Onde quer que eu vá e o que quer que eu faça
Sem você não tem graça

Você sempre surpreende
E eu tento entender
Você nunca se arrepende
Você gosta e sente até prazer
Mas se você me perguntar
Eu digo sim, eu continuo
Porque a chuva não cai
Só sobre mim

Vejo os outros
Todos estão tentando
É tão certo quanto calor do fogo
Eu já não tenho escolha
E participo do seu jogo

(Capital Inicial - Fogo)

2 comentários:

Line Grazielle disse...

A outra pessoa que ganhava o cafuné era eu *.* hahahah
adorei seu post fê...realmente hoje estava um clima de ferias no ar!

Fefa disse...

Hahahaha
O Gabinha merecia um Nobel de melhor cafuné!